Oficina Referenciada : Parceria ou Cilada ?

Por Marcelo Galli | Gestão de Oficinas

nov 09

 Você sabe o que a seguradora pensa quando quer referenciar ou credenciar sua oficina ?

Tenho certeza que você já ouviu a estória que estar relacionado a uma seguradora irá trazer credibilidade para sua oficina de funilaria e pintura, que sua empresa será relacionada na lista de oficinas referenciadas que tem atendimento de qualidade , serviços de primeira, benefícios para segurados e que terá muita demanda de veículos. Nada disso é mentira, realmente sua empresa terá estes benefícios, mas a qual preço ?

Como tornar-se uma oficina referenciada ?

Credenciamento de oficina somente é bom se for uma oficina referenciada em muitas seguradoras e que tenha controle sobre sua oficina de funilaria e pintura, pois caso contrário estará entrando em uma cilada. Deixe-me ser mais claro, o credenciamento deve ter um benefício claro para sua empresa, não para a seguradora, ou seja, você não pode deixar de ganhar dinheiro com a compra de peças e não pode criar dependência da demanda de tres ou quatro seguradoras.

A cilada ocorre exatamente no discurso e postura das seguradoras. Primeiramente você será um parceiro da seguradora, receberá mais veículos para reparar e tudo parace ir muito bem. Mas com o tempo a seguradora irá colocar em prática seu objetivo final, diminuir o custo do sinistro (este é o único ponto do credenciamento na visão da seguradora). Para diminuir o custo a seguradora tem duas opções, reduzir o custo com mão de obra ou reduzir o custo com peças, e elá ira trabalhar para reduzir nas duas opções.

A espiral da morte da oficina referenciada

É de extrema importância que sua oficina não tenha sua maior demanda de duas ou tres seguradoras. O ideal é que cada seguradora não forneça mais do que 15% do total de veículos que sua empresa repara. Esta visão é fundamental para que não ocorra imposições da seguradoras.

Em determinado momento a seguradora irá informar que para continuar sendo oficina referenciada sua oficina deverá aceitar o fornecimento de peças. A seguradora irá mostrar os benefícios do fornecimento e algumas até negociam um preço melhor na mão de obra. Sua oficina tem a opção de rejeitar o fornecimento mas se tiver sua demanda dependente desta seguradora estará com uma escolha difícil pois se não aceitar o fornecimento, provavelmente a seguradorá não enviará mais carros para reparação. Por este motivo é muito importante que NÃO tenha sua demanda dependente de duas ou tres seguradoras apenas, abra clientes frotistas, particulares e várias seguradoras no sua lista de clientes.

Se a seguradora conseguir fornecer as peças para sua empresa ela irá continuar com seu planejamento de diminuir o custo do sinistro (não pense que acabou !). Já conseguiu ganhar a primeira batalha, do fornecimento de peças, agora o que resta para ela é negociar a mão de obra. E novamente caimos no primeiro caso, se sua empresa é dependente da demanda da seguradora que vai negociar, terá a escolha mais dificil de sua vida nos negócios !

Imagine que sua oficina tem 70% dos carros dependentes de determinada seguradora. Se a seguradora falar que precisa baixar o valor da mão de obra infelizmente você não terá opções a não ser aceitar. E pode ter certeza que a seguradorá irá trabalhar para baixar seu custo do sinistro utilizando seu poder economico para atingir seus objetivos.

As imposições da seguradoras não são diretas, são articuladas e sutis para você pensar que esta sendo beneficiado, mas na prática esta entrando em uma cilada. Seja inteligente e pense sempre no médio e longo prazo nas suas negociações !

Veja este artigo que damos mais dicas para sua oficina ser mais lucrativa.

Sobre o Autor

Marcelo Galli é fundador da Plataforma Cotexo, uma plataforma de compra e venda de autopeças que ajuda empresas a serem mais eficientes, conectadas e lucrativas. Anteriormente Marcelo trabalhou com inteligência de negócios e inovação em grandes empresas do setor de tecnologia da informação. Graduado em Ciências da Computação pela Universidade de São Carlos (UFSCar). Trabalha para criar um mundo mais eficiente e conectado !

Deixe um comentário

Deixe um comentário